Prontuário de paciente

Um dos principais recursos de um software médico é a identificação do paciente, que substitui as tradicionais fichinhas de papel, onde constam todas as informações cadastrais e observações do paciente em questão. E, dentro desse cadastro, existe uma parte mais restrita dedicada ao prontuário de paciente.

No prontuário é onde ficam registradas todas as informações sobre a saúde do paciente e sua evolução, anexo de imagens e exames e todos os dados devem ser registrados seguindo padrões de privacidade e sigilo das informações, como orienta o conselho federal de medicina e o código de ética médica.

Assim, um sistema que disponibiliza ferramentas relacionadas aos prontuários eletrônicos em instituições de saúde devem oferecer recursos específicos que permitam o armazenamento seguro e eficiente dos dados, como veremos a seguir.

A diferença entre o cadastro de pacientes e o prontuário eletrônico

O cadastro de pacientes nos remete a lembrança das antigas fichas de papel, que eram armazenadas em grandes arquivos metálicos, organizadas por ordem alfabética. Nas fichas, assim como nos cadastros de pacientes realizados através de sistemas de gerenciamento para clínicas e consultório, são armazenados todos os dados cadastrais, como nome completo, data de nascimento e, principalmente, dados de contato, como endereço, telefones, emails e contatos para o caso de emergências.

Todas essas informações são fundamentais pois permitem um relacionamento com o cliente, mantendo o vínculo através de possíveis futuros contatos, envio de correspondências e contato com familiares no caso de imprevistos durante o tratamento de saúde, por exemplo. Assim, o médico deverá sempre ter um cadastro completo, com o máximo de informações possíveis sobre cada um dos pacientes atendidos e tais dados devem ser guardados com máxima segurança em um sistema destinado a essa finalidade, como é o caso de um software médico.

Já o prontuário eletrônico é um passo adiante e complementa o cadastro dos pacientes. Ele precisa seguir diretrizes do conselho federal de medicina cfm e nele deverá constar todos os dados sobre a saúde do paciente e sua evolução.

O prontuário deve conter dados mais críticos, ou seja, é um documento com anotações sobre a saúde do paciente e a assistência a ele prestada, dados que são sigilosos por tratarem de aspectos individuais sobre a saúde do paciente. Os pacientes devem ter a tranquilidade de saber que suas informações estão sendo armazenadas em segurança, até mesmo para que a evolução do tratamento e controle possam ser devidamente acompanhados.

No prontuário, a anotação médica é a fonte de informações, além de outros profissionais, das mais diversas especialidades, como psicólogos, nutricionistas, fisioterapeutas, dentistas, ou seja, as mais diversas especialidades da área da saúde podem (e devem) registrar os dados sobre a saúde de seus pacientes e sua evolução nos prontuários eletrônicos de um sistema informatizados que seja destinado a essa função.

E essa ferramenta não deve ser subutilizada. Em um sistema online para o gerenciamento de clínicas e consultórios da área da saúde, por exemplo, o recurso do prontuário eletrônico oferece funções que muitos dos profissionais sequer têm conhecimento, como as prescrições digitais que utilizam banco de dados atualizados com mais de 60 mil medicamentos.

Prescrições digitais em um sistema de gerenciamento

O primeiro ponto a ser abordado é a personalização dos documentos que serão impressos ou gerados em arquivos digitais pelo sistema. A ideia é que eles possuam uma identidade visual unificada, contando com o login e cabeçalho do profissional ou da clínica em questão. Inserir a logo e criar essa personalização é o primeiro passo para que as funções disponibilizadas possam ter seu objetivo atendido.

Cumprida a etapa da identidade visual, passamos para a criação dos modelos em si. Modelos de anamneses, atestados, solicitações de exames e prescrições, além da criação de protocolos, devem ser criados para que possam ser emitidos durante a consulta com o preenchimento de forma quase que automática.

Funciona assim: o usuário vai criar os modelos e programa onde ficarão as informações como o nome do paciente, dados como idade e endereço para declarações, programação para campos de livre digitação, entre outras opções. Assim, ao gerar o documento durante a consulta, todos os dados programados no modelo já são preenchidos de forma automática, capturando tais informações das fichas dos pacientes que estão sendo atendidos.

Em relação especificamente às prescrições digitais, o Consultório Live, que é o sistema online da VBB Software, disponibiliza em parceria com a Memed, um banco de dados atualizado com mais 60 mil medicamentos com seus laboratórios e apresentações para que, ao digitar o nome do medicamento ou parte do nome ou princípio ativo, o sistea apresente todos os resultados relacionados, permitindo que o usuário selecione a medicação e indique sua posologia com poucos cliques e de forma bem simples.

Caso o usuário deseje, ainda é possível utilizar um modelo específico com a possibilidade de assinatura digital da receita. Essa possibilidade requer que o médico tenha um certificado digital, devidamente configurado no computador em questão e faz com que as receitas, mesmo em formato digital, sejam válidas como originais, através do QR Code apresentado.

Essa possibilidade é muito útil e ganhou espaço com a pandemia, visto que foi possível aos profissionais verificarem que a tecnologia pode auxiliar e reduzir distâncias, permitindo o envio de receitas sem a necessidade do paciente se deslocar, facilitado o dia a dia tanto dos médicos quanto dos pacientes.

O uso clássico dessa ferramenta são para casos de medicamentos de uso contínuo e situações específicas onde o paciente depende de um receita (algo mais burocrático) apenas para fazer a compra. Com o uso da assinatura digital, a receita eletrônica passa a ter o mesmo valor de uma receita original, com assinatura e carimbo.

Indo um pouco mais além, já existem recurso em que, ao gerar a receita, o próprio sistema a envia através de um SMS para o celular do paciente e indica, inclusive, farmácias próximas e valores médios de cada medicamento.

Assim, o uso da tecnologia a favor da medicina e do conforto do paciente é algo que veio para ficar e está cada vez mais presente em nossas vidas.

Anamneses personalizadas

Ainda no tópico sobre a criação de modelos para serem gerados através do prontuário eletrônico dos pacientes, temos o recurso da criação das anamneses personalizadas.

Assim, através de um sistema para o gerenciamento de clínicas e consultórios da área da saúde, é possível criar modelos de anamneses para os mais diversos cenários e utilizá-los de acordo com cada caso, escolhendo o modelo previamente criado.

A opção de criar mais de um modelo de anamnese, inclusive, é extremamente indicado para sistemas utilizados por mais de um profissional, onde cada um pode criar seus questionários de acordo com as especificidades da sua área de atuação.

Protocolos de documentos

A geração de protocolos entra no rol de modelos que simplificam a vida do profissional e tornam a consulta mais dinâmica. Tal recurso permite que sejam criados modelos de receitas ou de preparos de exames, por exemplo, para casos onde o procedimento é praticamente o mesmo, necessitando apenas alguns pequenos ajustes, que variam de acordo com o paciente.

Assim, é possível criar protocolos para pacientes com dores de cabeça, por exemplo, ou protocolos para dietas a intolerantes à lactose ou, ainda, protocolos para preparo de exames de colonoscopia. Ou seja, o profissional cria o modelo de protocolo de acordo com suas necessidades e áreas de atuação e pode gerá-los durante a consulta, já sendo preenchido com as informações do paciente que está sendo atendido. Dessa forma, a base de toda a informações já está pronta, permitindo que o profissional faça apenas pequenos ajustes para adequar o documento as necessidades pontuais de cada paciente.

Todos esses recursos podem ser testados gratuitamente por 7 dias através da criação de seu cadastro no sistema online da VBB Software, que é o Consultório Live. Crie sua conta e veja como a utilização de um software médico pode auxiliar sua rotina de trabalho.

Artigo anteriorClínica online
Próximo artigoAgendamento médico
Jéssica Pereira
Jéssica Pereira
Colaboradora - Apaixonada por tecnologia desde criança, Jéssica gosta de ajudar as pessoas a compreender o funcionamento do mundo digital e falar sobre dicas e tendências de ferramentas que podem facilitar seu dia a dia.

LINKS ÚTEIS

Artigos Recentes

Agendamento médico

Clínica online

Modelo prontuário